CÍCERO, Tusculanas 1.19-23 (SUBSTANTIVOS)

Lucas Consolin Dezotti / LATIM BÁSICO / CICERO
  • Created on 2020-06-23 16:12:22
  • Modified on 2020-06-23 16:23:22
  • Translated by José Dejalma Dezotti
  • Aligned by Lucas Consolin Dezotti
Latin
Português
urn:cts:latinLit:phi0474.phi049.perseus-lat1:1.18-1.23
Empedocles animum esse censet cordi suffusum sanguinem ; aliis pars quaedam cerebri visa est animi principatum tenere ; aliis nec cor ipsum placet nec cerebri quandam partem esse animum , sed alii in corde , alii in cerebro dixerunt animi esse sedem et locum ; animum autem alii animam , ut fere nostri , declarat nomen : nam et agere animam et efflare dicimus et animosos et bene animatos et ex animi sententia ; ipse autem animus ab anima dictus est ; Zenoni Stoico animus ignis videtur . sed haec quidem quae dixi , cor , cerebrum , animam , ignem volgo , reliqua fere singuli . ut multo ante veteres , proxime autem Aristoxenus , musicus idemque philosophus , ipsius corporis intentionem quandam , velut in cantu et fidibus quae ἁρμονία dicitur : sic ex corporis totius natura et figura varios motus cieri tamquam in cantu sonos . [ ] Xenocrates animi figuram et quasi corpus negavit esse ullum , numerum dixit esse , cuius vis , ut iam ante Pythagorae visum erat , in natura maxuma esset . eius doctor Plato triplicem finxit animum , cuius principatum , id est rationem , in capite sicut in arce posuit , et duas partes parere voluit , iram et cupiditatem , quas locis disclusit : iram in pectore , cupiditatem supter praecordia locavit . [ ] Aristoteles , longe omnibus Platonem semper excipio praestans et ingenio et diligentia , cum quattuor nota illa genera principiorum esset complexus , e quibus omnia orerentur , quintam quandam naturam censet esse , e qua sit mens ; cogitare enim et providere et discere et docere et invenire aliquid et tam multa alia meminisse , amare odisse , cupere timere , angi laetari , haec et similia eorum in horum quattuor generum inesse nullo putat ; quintum genus adhibet vacans nomine et sic ipsum animum ἐνδελέχειαν appellat novo nomine quasi quandam continuatam motionem et perennem . [ ] Democritum enim , magnum illum quidem virum , sed levibus et rotundis corpusculis efficientem animum concursu quodam fortuito , omittamus ; nihil est enim apud istos , quod non atomorum turba conficiat . Harum sententiarum quae vera sit , deus aliqui viderit ; quae veri simillima , magna quaestio est .
Empédocles pensa que a alma é o sangue que derrama no coração ; a outros pareceu que uma certa parte do cérebro mantinha o domínio da alma . A outros não agrada que a alma seja o próprio coração ou uma certa parte do cérebro , mas uns disseram que a sede e a localização da alma é no coração , outros no cérebro . Outros , porém , entendem que a alma é o sopro vital , como mais ou menos os nossos o nome diz : pois nos dizemos " exalar o último suspiro " e " expirar " e " animosos " e " bem animados " e " do íntimo da alma " ; o próprio termo " animus " ( alma ) provém de " anima " ( sopro vital ) . Para o estoico Zenão a alma parece ser fogo . Mas , na verdade , essas opiniões que mencionei , coração , cérebro , sopro vital , fogo são comuns ; as demais pertencem em geral a pensadores individuais , como muito antes os antigos , e mais recentemente Aristóxeno , músico e ao mesmo tempo filósofo , para o qual a alma é uma espécie de tensão do próprio corpo , como a que no canto e na lira se diz harmonia : assim conforme a natureza e a figura do corpo todo , se produziriam vibrações variadas tal qual os sons no canto . [ ] Xenócrates negou que houvesse uma figura da alma como se fosse um corpo ; disse que era um número , cuja força , como antes tinha parecido a Pitágoras , era predominante na natureza . Seu mestre Platão imaginou um alma tríplice , cuja parte principal , isto é a razão , situou na cabeça , como que numa fortaleza , e quis que as duas outras partes , a ira e a desejo , que situou em lugares separados , a obedecessem : situou a ira no peito , o desejo embaixo do diafragma . [ ] Aristóteles , muito superior a todos excetuando sempre Platão pelo talento e pelo rigor , depois de ter admitido aqueles famosos quatro tipos de princípios , dos quais todas as coisas têm origem , considera que existe uma certa quinta natureza , da qual se compõe a mente . Pois ele julga que pensar e prever , aprender e ensinar , descobrir algo e recordar de tantas coisas , amar e odiar , desejar e temer , sofrer e alegrar-se , estas e outras atividades semelhantes não se acham posta em nenhum desses quatro elementos . Introduz o quinto elemento , carente de nome , e assim chama a própria alma com o termo novo endeléxeia , como se fosse um certo movimento continuado e perene . [ ] Deixemos , pois , de lado Demócrito , homem sem dúvida de grande valor , mas que faz que alma seja uma espécie de fortuito encontro de corpúsculos leves e redondos ; pois nesses pensadores não existe nada que não seja efeito de um torvelinho de átomos . Qual dessas opiniões é a verdadeira , algum deus poderia saber ; qual é a mais verossímil , essa é uma grande questão .

( 285 ) 75% LAT
( 96 ) 25% LAT - POR

( 103 ) 19% LAT - POR
( 449 ) 81% POR